Anomalias de Rotação

Durante a subida do rim da pelve óssea (bacia) ao abdômen, ele vai rodando medialmente (para o lado da coluna vertebral), ficando as anomalias de rotação, posições que vão desde o rim mal-rodado (pelve ventral ou lateral) até as diferentes variantes da figura 1.

Habitualmente, estes rins mal-rodados, tem anomalias vasculares também , que podem comprometer sua drenagem normal e causar hidronefrose (ver - Hidronefrose). A mal-rotação unilateral é mais freqüente do que a bilateral e é mais comum em homens. Desde que não ocorra obstrução ureteral e hidronefrose, o achado de uma anomalia de rotação não tem importância maior. Pode também ocorrer uma estase (obstrução incompleta, com urina demorando mais tempo para ser eliminada) urinária nestes rins, levando a infecções urinárias de repetição (ITU) e calculose urinária, sendo ambas, as complicações mais comuns das mal-rotações.

A maneira mais fácil de diagnóstico desta condição, é a urografia excretora (UIV ou IVU), que além de uma avaliação grosseira da função renal, nos informa precisamente sua forma anatômica.