Assunto: Urodinâmica

 
O que é menos invasivo ? O estudo urodinâmico ou a cistoscopia? Para quem tinha micções normais e repentinamente passa a ter micções frequentes (descartada infecção urinária), qual o exame mais indicado?

Antes de tudo, a história das mudanças, exames de urina I e II (cultura) , ecografia e RX simples do abdômen, diminuindo assim as possibilidades diagnósticas como tumor vesical, cálculo urinário e infecção. Se tudo isto ausente, mas com perdas urinárias (UIE), urodinâmica. Se não houver perdas, sintomas apenas irritativos sem ITU, tratamento com anticolinérgicos, com melhora subjetiva.  A cistoscopia só traria subsídios em suspeita de tumor ou cálculo. Ambos são invasivos, pois um corpo estranho penetrará sua uretra. A urodinâmica mostra alterações funcionais da bexiga de maneira objetiva (a história de maneira subjetiva...), como capacidade vesical, resíduo urinário, contrações normais e não-inibidas da bexiga, além da função uretral (alterada na IUE –perda) .