Assunto: Próteses

Tenho uma prótese de testículo de silicone desde 1981 e agora, ao toque, parece que ela está se dissolvendo (flácida). O que devo fazer?

O silicone das próteses das empresas reconhecidas, não tem prazo de validade. Existe apenas um período de garantia, em geral de 10 anos. Muitas atravessam décadas, mesmo as próteses penianas semi-rígidas (que são maleáveis). Assim, se houve mudança na consistência ou estrutura da prótese à palpação, existe sim o risco de erosão (perfurar) do local do implante e embolia pelo silicone, que não é metabolizado pelo nosso organismo. Ainda, pode haver infecção concomitante, pela necrose tecidual em contato com o silicone bruto (por fora é uma membrana elástica de silicone neutro que não provoca reação de corpo estranho pelo seu organismo e que contém o silicone bruto, que provoca reações graves). Se estiver realmente se desfazendo, deve obrigatoriamente ser retirada e eventualmente substituída por uma nova. Procure ser examinado na sua cidade.  A prótese só é segura no seu corpo se estiver íntegra.

 

Pode-se colocar uma prótese semi-rígida em um pênis que, em estado normal, é muito pequeno?

Os corpos cavernosos só recebem uma prótese de igual tamanho. Se isto não for observado, pode romper o corpo cavernoso nas penetrações, lacerando o períneo ou pode até ser expulsa pelo reto. Isto é, não tem como alongar o pênis. A prótese apenas se aproxima do normal e uma vez implantada, não pode mais ser retirada, a não ser que seja para ser trocada por outra igual, no caso de defeito. Nos casos de DE a prótese é o último tipo de tratamento. Apenas submeta-se ao implante se precisar mesmo e se prepare para recebê-las (as próteses). Procure conversar com homens que já tenham prótese.

 

Prótese peniana
À esquerda podemos visualizar o resultado pós-cirúrgico imediato de implante penoescrotal de prótese de corpos cavernosos (prótese peniana).

 

Como é uma prótese de testículo ?

Substituem os testículos apenas esteticamente, sem função hormonal ou reprodutiva. A prótese esquerda (2) é gel de silicone, com uma delicada película de silicone em volta, mais macia. É a que preferimos implantar. A sólida (1) é de silicone maciço e mais rígida ao toque. Esteticamente, vistas já implantadas na bolsa (dentro da bolsa), se equivalem. Ao toque, a gel imita melhor um testículo, por ser mais macia. A sólida é mais rígida que um testículo

 

O implante resulta em algum ganho na dimensão e diâmetro do pênis? A condição de procriar perde-se com o implante da prótese?


O implante é feito apenas com próteses que preencham exatamente a largura e comprimento dos corpos cavernosos, portanto, se houver algum ganho de dimensões, é desprezível. Seria algo como tentar calçar um pé 40 num sapato 38. Não cabe... Próteses mais longas ou mais grossas, além da dificuldade técnica, correm o risco de extrusão (expulsão), inclusive pelo reto (ânus) que coincide com o final dos corpos cavernosos. Assim, como nos "aumentos" penianos, o risco de complicações e fracassos, supera em muito os sucessos. Os corpos cavernosos são formados por um tecido fibroso firme, que rompe às
trações excessivas, como na fratura de pênis.

Quanto à fertilidade, a prótese cumpre a função de manter o pênis ereto e assim, na penetração, chegar ao colo do útero. Se não houverem outros problemas associados no homem, este deverá ter orgasmo e ejacular normalmente. Portanto, a prótese por si não é causa de esterilidade masculina.