Assunto: Enurese Noturna (ver Doenças Urológicas)

 
Doutor, meu filho (ou filha) faz "xixi" na cama. O que posso fazer ?


A Enurese Noturna (EN), ou "xixi" na cama, é visto como um distúrbio passageiro da infância (embora possa chegar à adolescência), muito associado a "fundo emocional" ou "preguiça" da criança.  Na família, geralmente é um "segredo", misturando culpa e preocupação dos pais com punições à criança. A EN noturna é diagnosticada pelo fato da criança molhar a cama duas ou mais vezes por semana, ser uma criança saudável e ter acima de cinco anos de idade. Até os cinco anos, uma vez afastadas causas orgânicas (mal-formações neurológicas, por exemplo) a perda de urina durante o sono profundo pode ser natural, pelo relaxamento esfíncteriano da bexiga. Se houver compreensão e paciência dos pais, deve desaparecer espontaneamente. Pode e deve-se criar o hábito de fazer a criança urinar antes de ir para a cama. Existe uma predisposição genética para a EN, que acomete mais meninos que meninas, e o risco aumenta consideravelmente se ambos os pais foram enuréticos, de 45% para 75%. Se após os cinco anos persistir a EN, existem alguns tratamentos que podem ser iniciados, para facilitar o controle da urina durante a noite pela criança.

 

 
Como devo me comportar como Mãe ou Pai de filho(a) que faz "xixi" na cama ?
 

A Enurese Noturna (EN) é considerada como um fator de estresse crônico para a criança, que se sente culpada, podendo trazer reflexos negativos para a personalidade da criança. O fato de preocupar muito aos pais, temendo que exista algo mais grave por trás de EN, levam os mesmos a medidas extremas, como repreensões freqüentes, medidas punitivas ("fez xixi na cama não ganha presente"), chantagem emocional ("não vai dormir no amiguinho porque usa fralda"), etc., que levam a um circulo vicioso que origina na criança a uma vergonha reativa, desprezo por si mesma, inferioridade ante às crianças não-enuréticas e, por fim, à perda da auto estima. Pode-se dizer que, os fatores emocionais aqui apontados não são os que originaram a EN, mas que podem mantê-la, pois a criança não sabe como reagir (como não fazer xixi na cama) ao drama dos pais e não vêem a EN como uma doença. A compreensão do problema e a delicadeza no tratar do tema com a criança, são fundamentais  para o tratamento educacional da EN. Raramente, antes dos cinco anos, trata-se a EN com medicamentos, a não ser que os pais não tenham controle emocional da situação, se sintam inferiorizados e não queiram esperar por uma melhora espontânea da EN.

 

 
A Enurese Noturna (EN) pode ser sinal de alguma doença mais grave ?
 

Antes de se diagnosticar como EN, a criança deve ser detalhadamente avaliada, pois para termos o diagnóstico de EN a criança deve ser saudável, isto é, sem qualquer outra doença associada, como má-formações neurológicas, urinárias ou infecções urinárias, que quase sempre cursam com perda urinária, de dia e de noite.